02) Análise da Qualidade Percebida do Setor Aeroportuário no Brasil após a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016

Autores

  • Luiz Henrique Marra da Silva Ribeiro
  • Tatiane Gomes de Araújo
  • Eric Batista Ferreira

Resumo

A desregulamentação do setor de transportes aéreos brasileiro fez com que a demanda desses serviços aumentasse consideravelmente desde a década de 1990, e esse aumento deve continuar acontecendo até 2030. Porém, a infraestrutura dos aeroportos não vem acompanhando proporcionalmente essa demanda. Devido a realização de grandes eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas, investimentos foram realizados nos principais aeroportos do país, mas ainda assim hoje não são observadas todas as melhorias prometidas. Nesse contexto, o primeiro objetivo deste artigo foi verificar em quais aeroportos houve melhora na qualidade após investimentos de Copa do Mundo e Olimpíadas. O segundo objetivo foi investigar e sugerir melhorias nos aspectos que compõem a qualidade percebida pelos passageiros, pela análise de correlações entre pares de variáveis e análise de correlação canônica. Foi verificado, ao nível de significância de 5%, que no período de Jan/2015 a Jun/2017 a satisfação dos clientes foi maior do que no período de Jan/2013 a Dez/2014 para os aeroportos de Manaus, Porto Alegre, Recife, Curitiba, Campinas, Confins, Galeão, Brasília e Guarulhos. Já os aeroportos de Natal, Cuiabá, Fortaleza, Salvador e Congonhas não apresentaram avanços significativos. Destes aeroportos, apenas os aeroportos de Santos Dumont e Congonhas não receberam investimentos para a Copa do Mundo e Olimpíadas.

PALAVRAS-CHAVE: Correlação Canônica; Gestão da Qualidade; Testes não Paramétricos; Testes Paramétricos.

Downloads

Publicado

2019-10-08