Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Brasileira de Gestão e Engenharia (RBGE) publica semestralmente, na forma eletrônica, artigos científicos em Português, Inglês e Espanhol nas áreas de Administração e Engenharia de Produção, incluindo suas respectivas subáreas.  Considerando seu caráter multidisciplinar, a RBGE também aceita contribuições de outros campos do conhecimento que estejam alinhados com esta política editorial.

foco da RBGE é alcançar leitores, sejam eles acadêmicos, pesquisadores e/ou gestores, interessados e preocupados com o desenvolvimento dos campos da Administração e Engenharia de Produção.

missão da RBGE é contribuir para a construção e disseminação do conhecimento científico relevante em Administração e Engenharia de Produção, incluindo suas subáreas, priorizando conteúdos de qualidade, com acesso livre, online e gratuito.

Comitê de Política Editorial e o Corpo de Avaliadores Científico são compostos por professores e pesquisadores de diversas regiões do Brasil e do exterior, que dedicam a este periódico uma parcela importante de sua experiência.

 

Processo de Avaliação pelos Pares

Artigos Científicos submetidos na Revista Brasileira de Gestão e Engenharia seguem um rigoroso processo de avaliação, coerentes com as boas práticas de publicação científica internacional, conforme os critérios de avaliação e os trâmites de aprovação descritos na seção Diretrizes para avaliação nesta revista.

O processo de exame (avaliação) por parte de pares do periódico tem duração aproximada de 120 dias, constando das seguintes etapas:

A revista conta com um grupo de avaliadores de notório saber nas áreas temáticas da Administração e Engenharia de Produção. Esses avaliadores são pesquisadores e docentes, com experiência e produção acadêmica em suas respectivas áreas de interesse, conforme listados na Equipe de Avaliadores.

Após a submissão dos trabalhos originais pelo autor (com ou sem coautoria) no site da RBGE, de forma gratuita (sem cobrança de taxas), em que ele indica no formulário de submissão que o trabalho é inédito e que concorda com a política de direitos autorais da revista RBGE,  inicia-se o processo de avaliação.

Esse processo ocorre por meio Open Journal Systems (OJS 3.2.1.3), sistema de código livre gratuito para a administração e a publicação de revistas, desenvolvido com suporte e distribuição pelo Public Knowledge Project sob a licença GNU General Public License.

A primeira etapa de avaliação após a submissão é o processo de Desk Review, de responsabilidade do Editor e Membros do Comitê de Política Editorial. Nesta fase, os artigos são submetidos à detecção de plágio. Posterior a isso, em aproximadamente até 30 dias após a submissão, o editor analisa se o trabalho está adequado ao foco, ao escopo e as diretrizes para autores da revista. Caso negativo, é solicitado ao primeiro autor a ressubmissão do trabalho de acordo com as diretrizes. Caso positivo, inicia-se a terceira etapa, em que o editor identifica, dentre os avaliadores cadastrados no site da revista, aqueles que possuem competências e afinidades com o tema específico do trabalho.

Após a identificação de dois avaliadores mais qualificados para a avaliação, são feitos convites pelo editor aos avaliadores para participarem voluntariamente do processo de avaliação. Neste convite, consta o título e o resumo do trabalho a ser avaliado, sem identificação de autoria, preservando o anonimato dos autores.

Caso os dois avaliadores aceitem realizar a avaliação, eles deverão indicar que não há conflitos de interesses no site da revista e procederem com a avaliação sob um processo duplamente cego por pares (double blind review), que encerra-se com o preenchimento do formulário online, conforme os critérios de avaliação de artigos.

Após os avaliadores concluírem o preenchimento do formulário de avaliação no site da revista, o editor é comunicado via e-mail sobre o resultado das avaliações. Após término do processo de avaliação, no fechamento de cada volume (ano), os avaliadores receberão por e-mail um certificado da RBGE, em formato eletrônico, assinado pelo editor, atestando a sua contribuição voluntária no processo de avaliação cega.

 

Assim, o resultado da avaliação do trabalho poderá ser:

  1. a) parecer favorável à publicação tal qual está apresentado;
  2. b) parecer favorável à publicação, considerando as correções obrigatórias registradas nesse formulário pelos avaliadores;
  3. c) parecer contrário à publicação.

* Em casos de divergência nas avaliações, o artigo será encaminhado a um terceiro avaliador antes da decisão editorial.

 

Com base em um desses resultados, que foram apontados pelos avaliadores, o editor comunica o resultado aos autores do trabalho. Caso o resultado seja favorável a publicação, os autores deverão atender as solicitações de revisão apontadas pelos avaliadores, se cabíveis, em um prazo de até 30 dias.

Logo após a resubmissão do trabalho revisado/corrigido pelos autores, o editor realiza a conferência das revisões solicitadas. Após a confirmação de que o trabalho está com conteúdo original e adequado para publicação, o editor encaminha o trabalho APROVADO para adequação de layout/formato que será realizado pela equipe de redação e de expediente da revista, que em até 15 dias, organizarão a nova edição, a ser publicada no site da revista sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0 Não Adaptada.

A submissão de artigos e a publicação dos mesmos, bem como o acesso integral aos trabalhos publicados são livres e gratuitos pelo site da Revista Brasileira de Gestão e Engenharia (RBGE).

Periodicidade

Semestral

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Responsabilidades

Comitê de Política Editorial

É formado por pesquisadores com atuação de forma colegiada e democrática. A responsabilidade maior deste Comitê é procurar assegurar a credibilidade dos procedimentos editoriais adotados e assumir a responsabilidade científica com o intuito de assegurar que a missão e o escopo da RBGE sejam cumpridos. Este Comitê contribui com a indicação do Editor Científico, que passa a ser seu membro natural, após aprovação em reunião ordinária do Centro de Ensino Superior de São Gotardo, sede desta revista. Ademais, suas atribuições são de caráter científico. Edições especiais e outras contribuições científicas não previstas na política editorial da revista deverão ser discutidos e definidos por este Comitê. É sua atribuição discutir e desenvolver regulamentos para auxiliar o processo editorial da revista como normas e formatação de trabalhos, critérios de avaliação e aceite de textos para publicação, aprovação do orçamento, credenciamento e recredenciamento de avaliadores, entre outras matérias. Este Comitê Editorial Científico não atua diretamente na gestão executiva e editorial da RBGE, que é de responsabilidade do Editor e sua equipe de expediente. O mandato dos membros deste Comitê é de três anos, podendo os mesmos serem reconduzidos.

 

Editor

É o responsável pelo estabelecimento da Política Editorial científica e tecnológica da Revista, bem como pela gestão editorial e pela supervisão da equipe de expediente, que opera todo o fluxo de trabalho, descrito na plataforma OJS, no item de menu “Sobre/Sobre o Sistema de Publicação Eletrônica de Revistas”. O Editor tem atuação específica na seleção prévia de trabalhos encaminhados para a revista, na distribuição dos artigos entre os pareceristas, que irão avaliá-los. Se os trabalhos possuírem a qualidade esperada eles serão publicados. Adicionalmente, o Editor deve ter uma postura ativa nos trabalhos do Comitê Editorial Científico e na articulação de ações do Conselho de Política Editorial.

 

Avaliador / Parecerista

É responsável pela revisão dos trabalhos submetidos, sendo uma das atribuições mais críticas na construção de uma revista de boa qualidade. Um bom parecerista contribui para construção positiva da reputação da revista e de sua própria atribuição. A Revista Brasileira de Gestão e Engenharia (RBGE) tem constituído uma rede de colaboradores, muitos dos quais autores passados e potenciais autores futuros. Atuar como parecerista pode ser tratado como uma contrapartida pelo trabalho de revisão de seus próprios textos, mas esta tem sido uma prática que demanda muito esforço e merece ser sempre incentivada. O sistema de avaliação para a RBGE é aceitar (ou não) o trabalho para publicação e contribuir para o aperfeiçoamento do texto em termos científicos e de apresentação. É recomendado que o parecerista siga os critérios de avaliação estabelecidos pela Revista e atue com discernimento, respeito e tom construtivo, pois esta postura contribui para o desenvolvimento da carreira de um autor discente, docente ou pesquisador. O parecerista deve ter sempre uma postura de aceitar uma avaliação para a qual se sinta confortável em termos temáticos, teóricos e metodológicos. O processo é duplamente cego de avaliação por pares.

 

Autores de trabalhos

Autores são os agente mais relevantes em todo o sistema editorial, pois parte deles o conteúdo da revista e seus desdobramentos em termos de qualidade e citações. Para publicar na RBGE, seguindo as boas práticas, os autores devem observar a política editorial e uma amostragem de artigos recentemente publicados para balizar a preparação do seu trabalho (artigos completos de natureza científica) para submeter na Revista. É importante que o autor não envie seu trabalho para mais de um periódico, pois além de ser uma falta de ética, onera o trabalho da equipe editorial das revistas científicas, cujo trabalho normalmente é voluntário e custoso. Assim, se o autor resolver submeter o mesmo trabalho para um novo periódico, recomenda-se que o retire formalmente do processo de avaliação da RBGE. O autor deve também submeter artigos fruto de pesquisas originais e dentro do escopo da revista, tendo ainda que respeitar o formato e as normas para publicação. Ademais, após o processo de revisão é justo que o autor absorva os comentários construtivos do processo de revisão. Mas, o autor pode perfeitamente não aceitá-los e realizar esforços para argumentar sua postura, qualquer que seja. Em caso de não aceitação do trabalho, o autor deve se sentir estimulado a prosseguir no seu trabalho, visando uma nova submissão.

Política de boas práticas e ética na APGS

Conduta Ética da Equipe Editorial

- A Equipe Editorial deve ser justa e imparcial em sua conduta, não estabelecendo nenhum julgamento de gênero, orientação sexual, religioso, político ou de origem geográfica.

- A Equipe Editorial deve zelar pela qualidade das publicações

- A Equipe Editorial deve assegurar que os trabalhos publicados estejam alinhados ao escopo da RBGE

- A Equipe Editorial deve assegurar o exercício da ética por parte dos avaliadores

- A Equipe Editorial deve atender prontamente às demandas de avaliadores, autores e leitores

 

Conduta Ética dos Avaliadores

- Os avaliadores devem zelar pela qualidade dos artigos publicados

- Os avaliadores devem proporcionar aos autores uma avaliação clara, objetiva, justa e respeitosa

- Os avaliadores devem cumprir os prazos de avaliação concedidos

- Os avaliadores devem manter a confidencialidade dos trabalhos avaliados, reportando aos editores quando anormalidades forem encontradas

- Os avaliadores devem comunicador ao editor a existência de conflitos de interesse

 

Conduta Ética dos Autores

- Os autores devem zelar pela originalidade e qualidade do trabalho

- Os autores devem ser responsáveis pela conduta ética durante o processo de desenvolvimento da pesquisa

- Os autores devem certificar que o artigo não está sob avaliação em outro periódico

- Os autores devem comunicar imediatamente ao editor caso encontrem algum erro grave na publicação

- Os autores devem declarar a existência de conflito de interesses

- Os autores são responsáveis pela existência de plágio ou autoplágio em seus artigos

- Todos os autores são responsáveis pelas escolhas teóricas e metodológicas do artigo, bem como pelos resultados e conclusões