02) Oficinas Socioafetivas como Estratégia de Crescimento Psicológico com Crianças

Jeysson Ricardo Fernandes da Cunha

Resumo


Este estudo objetiva refletir sobre a elaboração de oficinas socioafetivas de modo a contribuir no crescimento pessoal de crianças. Parte da perspectiva de que a criança é um agente ativo em seu processo de significação da realidade e que as oficinas socioafetivas possibilitam a (re)estruturação da personalidade considerando as relações entre os sujeitos como o ponto forte deste laço. Tal processo acontece mediado por uma atitude não-diretiva, isto é, baseado na crença de que todo o indivíduo possui capacidades únicas de resolver seus problemas de forma satisfatória, mas que o contato em grupo, pode gerar um impulso de crescimento ao promover o compartilhamento de ideias, autorias e reconhecimento de si mediante ao outro. Para tanto, o seguinte problema de pesquisa foi proposto: como as oficinas socioafetivas podem auxiliar na facilitação de crescimento psicológico com crianças? Como metodologia, adotou-se a noção de pesquisa bibliográfica a partir de produções científicas em diálogo com os pressupostos da Abordagem Centrada na Pessoa. Os dados produzidos e analisados demonstram que as oficinas socioafetivas potencializam o crescimento psicológico a partir de dois eixos: 1. Ênfase na experiência pessoal; 2. Significações interpessoais compartilhadas na compreensão de si. O crescimento pessoal por meio das oficinas socioafetivas é uma possibilidade terapêutica focando nas diversas maneiras da criança se expressar naquilo que seja importante, sem opinar, sugerir; é ser autêntico e ir em busca de traduzir os significados, ajudando-o a se autoatualizar, em uma perspectiva de crescimento orientada para a aceitação de si e dos outros na mesma proporcionalidade.

PALAVRAS-CHAVE: Abordagem Centrada na Pessoa; Oficina Socioafetiva; Interdisciplinaridade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • N?o h? apontamentos.